Início Blog

Leitura de Fatura de Energia com Geração Distribuída (CELESC)

Tutorial: Sex, 13 de Março de 2020, 12:00:00

 

 

Este tutorial tem como objetivo orientar como realizar a leitura de faturas de energia de propriedades que geram a própria energia elétrica através de geração distribuída. Modelo CELESC de Santa Catarina.

 

Logotipo Celesc

 

Lembramos que todas as faturas de energia, de qualquer estado, devem apresentar as informações abaixo de alguma maneira na própria fatura. Em caso de dúvidas, entre em contato com a distribuidora de sua região.

Como exemplo para este tutorial, temos a fatura da empresa abaixo que possui a própria usina de energia solar fotovoltaica.

 

Logotipo Celesc
Fatura de Energia de Exemplo. Nesta conta de luz, o proprietário do sistema ultrapassou o consumo de energia de sua geração, usou todos os créditos disponíveis e ainda precisou desembolsar para pagar 32 kWh de energia. Conseguiu ler tudo isso?

 

 

Legenda de Informações na Fatura:

 

  • 1. Informações da Unidade Consumidora: Aqui lista o endereço da unidade, nome do proprietário, classificação da unidade, grupo de tensão e tipo de tarifa. O destaque aqui é para a classificação monofásica e para o grupo de tensão B.
  • 2. Dados de Medição: A informação mais importante aqui é o período de medição. Isso é importante para comparar o período de forma correta no aplicativo de seus sistemas fotovoltaicos.
  • 3. Resumo da Fatura: Consumo total em kWh de energia que foi retirada da concessionária, valor final da fatura atual e no topo temos o período de referência (REF).
  • 4. Dados do Faturamento: Descritivo do consumo de energia, assim como os valores de energia consumida, energia injetada por geração distribuída e aditivos adicionais, como iluminação pública ou bandeira amarela/vermelha. Cada detalhe deste campo será explicado logo abaixo.
  • 5. Mensagens: Em contas anteriores a 2019, estará listado informações de seu Saldo de Créditos de Energia aqui. Não sendo mais válido para contas a partir de 2020, que devem acessar o sistema da Celesc (mais informações no tutorial).
  • 6. Descritivo de Impostos da fatura: Aqui fica descriminado os impostos pagos nesta fatura.

 

 

Antes de Começar: Comparando o período de forma correta

 

Algo muito importante para o proprietário do sistema é comparar os valores da fatura com as informações do aplicativo do sistema fotovoltaico e o painel descritivo da CELESC.

 

Imagem destaque para o perído da fatura
Atenção ao período de medição correto para comparar com o aplicativo de geração

Para realizar a comparação correta, lembre-se de prestar atenção ao período de leitura informado em (2). Na conta de exemplo, o período de medição é do dia 06/01/2020 até o dia 05/02/2020. Agora é só abrir as estatísticas do mesmo período no aplicativo de geração de energia e comparar os dados do seu sistema com a fatura.

Para quem for acessar os dados de consumo e geração pelo site da CELESC, preste atenção não só ao período de leitura, mas também ao período de referência, próximo do resumo da fatura (3):

 

Imagem destaque para o perído da fatura
Não menos importante que o período de leitura, o número de referência (REF) da fatura será necessário para comparar seus dados pelo sistema da CELESC.

 

 

Entendendo sua fatura de energia

 

Em Dados do Faturamento (4) é descrito um resumo de todas as informações de geração e consumo de seu fotovoltaico.

 

Imagem destaque para o perído da fatura
Praticamente todas as informações mais importantes de sua fatura estão em Dados do Faturamento.

As linhas Consumo Tusd e Consumo Te remetem a energia que foi utilizada da distribuidora. Normalmente durante a noite ou em horários que sistema solar fotovoltaico não está ativo.

As linhas Energia Injetada Tusd e Energia Injetada Te se referem energia gerada pela usina fotovoltaica e, após parte ser consumida pelo proprietário, foi injetada na rede da distribuidora automaticamente.

TE significa Tarifa de Energia, é basicamente o custo da energia paga pelo proprietário do sistema. TUSD significa Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição e refere-se ao custo de levar a energia para a unidade consumidora. A divisão é necessária pois impostos são calculados de forma diferente em ambas as tarifas.

As linhas Energia Injetada Muc Mpt Tusd e Energia Injetada Muc Mpt Te se referem a qualquer saldo adicional de créditos de energia que a propriedade teve que utilizar além da energia já gerada dentro do período para cobrir o consumo. Essa informação normalmente aparece quando o proprietário consome mais energia que o sistema foi capaz de gerar na mesma unidade geradora.

Essa informação pode aparecer de diversas maneiras dependendo de como estes créditos de energia estão sendo gerados e sendo utilizados na unidade beneficiária. Como exemplo:

  • Energia Injetada mUC mPT é energia gerada na mesma Unidade Consumidora. Ex.: Gerador no telhado.
  • Energia InjetadaoUC mPT é energia gerada por outra Unidade Consumidora. Ex.: Gerador em outra propriedade.

Para a lista completa de todas elas, confira a Instrução Normativa RE Nº 21 DE 13/04/2016 no parágrafo 4.c.

Na fatura exemplo ainda existe um Adicional de Bandeira Amarela também, mas isso também foi coberto pela geração fotovoltaica, em Energia Inj. Band Amarela.

 

 

Leitura da Fatura Exemplo

 

Normalmente num sistema bem dimensionado, a Energia Gerada Injetada é igual ao valor total do valor do Consumo. Onde a única diferença é o custo de disponibilidade do padrão de energia. Isso significa que seu sistema está gerando energia o suficiente para atender a demanda do proprietário.

Custo de disponibilidade, conhecido popularmente como taxa mínima, é o valor cobrado pelas concessionárias pela disponibilidade integral do serviço. Sendo:

  • 30 kWh para padrões monofásicos.
  • 50 kWh para padrões bifásicos.
  • 100 kWh para padrões trifásicos.

Na fatura de energia de geração distribuída, este valor normalmente aparece como um desconto na Energia Injetada.

Na nossa fatura exemplo, infelizmente isso não aconteceu. Se você somar o consumo em kWh e reduzir a energia injetada, você vai ver que o consumo vai resultar em 62. O que significa que apesar de toda a energia gerada e ter utilizado todo o saldo de créditos de meses anteriores, o proprietário ainda excedeu o consumo em 62 kWh. Sendo, neste exemplo, 30 kWh da tarifa mínima de energia para padrão monofásico e 32 kWh de consumo adicional.

Se a energia injetada for maior que o consumo, o que sobra vira créditos de energia que são reservados por até 60 meses com a distribuidora. Estes estão listados no sistema online da CELESC, que pode ser acessado clicando aqui, em um demonstrativo completo.

 

 

Descontos e impostos

 

Se houver algum consumo que não foi coberto pela geração do período, desconta-se do saldo acumulado de créditos até bater o valor da demanda (Energia Injetada mUC MPT, no exemplo). Caso não haja mais créditos, a distribuidora cobrará normalmente pela energia que faltou.

Além do custo de disponibilidade, é descontado impostos como ICMS, COFINS e PIS/PASEP pelo uso do Sistema de distribuição de energia. Isso é visível ao comparar, por exemplo, o valor do Consumo TUSD e a Energia Injetada TUSD de qualquer fatura. Os impostos aplicáveis estão listados nas Informações de Tributos (6). A Tarifa de Energia (TE) é isenta de impostos.

Por fim, na conta de luz ainda é cobrado o Custeio dos Serviços de Iluminação Pública - COSIP, entre outras cobranças especificas do município.

A soma destes fatores, quando aplicáveis, refletem no valor final da fatura.

 

 

Leitura do Demonstrativo da CELESC

Além da leitura da fatura, aprenda também a realizar a leitura do Demonstrativo Online da CELESC. Clique aqui para ler o tutorial

.

 

Banner tutorial celesc

COMENTAR

12 Comentário(s)

Solarpro engenharia

Postado Seg, 03 de Maio de 2021, 09:20:24

Olá Geraldo. Seus clientes geram a própria energia? Se sim pode ser interessante que eles solicitem releitura do medidor devido a possibilidade de erro nos primeiros meses pós implementação. Não temos conhecimentos específicos sobre a cobrança do Ceará, mas podemos afirmar que a mudança no formato de leitura para a unidade consumidora sem geração não deve alterar os preços, afinal essa cobrança sempre existiu. O que pode estar acontecendo é que a tarifa de energia está aumentando em todo território nacional e seus clientes devem estar estranhando isso. Att SolarPro Engenharia

Geraldo pereira

Postado Sex, 30 de Abril de 2021, 07:52:26

Parabens, excelente material. Uma duvida: Aqui no Ceara a cobrança descrimida dessa maneira começou a ser feita em Março de 2021. Muitos clientes tem relatado que o Valor da conta a pagar (ex. 01/2021 e 04/201) são maiores. Existe alguma possibilidade dessa Cobrança estar mais alta mesmo? Atenciosamente Geraldo (85) 999991295

Solarpro engenharia

Postado Qua, 27 de Janeiro de 2021, 09:02:55

Olá Jaires. Para consumidores residenciais a CELESC da desconto de ICMS para os primeiros 150 kWh consumidos, então para os primeiros 150 kWh tu paga 12% de ICMS e pro consumo que ultrapassa isso é taxado 25% de ICMS. Att SolarPro Engenharia

Jaires canton

Postado Seg, 25 de Janeiro de 2021, 11:01:34

BOM DIA! PORQUE QUE NA FATURA GERA ICMS PARTE DE 12% E PARTE DO VALOR 25%?

Solarpro engenharia

Postado Sex, 13 de Novembro de 2020, 17:12:20

Alan boa tarde! Segue análise correta da fatura: O montante total de energia disponível para abatimento é de 436 kWh. Dado que o consumo total do cliente naquele mês foi de 498 kWh, o faturamento se dá em dois momentos distintos. Primeiro foram faturados 150 kWh de consumo com o desconto de ICMS (12%) e o restante foi faturada com base na tarifa padrão. Do montante injetado, o sistema contabiliza a quantidade de créditos necessária para igualar o consumo. Como no exemplo a UC não possui créditos suficientes, são somados todos os 140 kWh de créditos ao total a ser faturado. Só depois se dá o faturamento. Neste segundo momento, os créditos gerados no mês de referência tem “prioridade” a serem contabilizados com a tarifa padrão, portanto, os créditos são contabilizados primeiro. Depois são contabilizados os 10 kWh da injeção do mês de referência. Por fim, o restante da energia gerada, é faturado.

Alan kardec

Postado Qui, 12 de Novembro de 2020, 20:14:38

Olá! Poderiam me tirar uma dúvida na fatura exemplo? Seguinte: como eu analiso a energia injetada? Seria antes e depois dos primeiros 150 KWh? Eu entendi assim: até os primeiros 150 KWh, a usina injetou 10 KWh e após, 286 KWh. É isso mesmo? E para completar os 150 KWh iniciais o cliente usou os 140 KWh que possuía de crédito? Desde já, muito obrigado pela atenção.

Solarpro engenharia

Postado Qui, 12 de Novembro de 2020, 08:58:09

Olá Alan Galvao. O efeito de aparecer consumo e energia injetada duas vezes em contas residenciais normalmente é relacionado ao desconto da tarifa dos primeiros 150 kWh do período. Como o preço da tarifa destes é diferente, ele é listado separado do restante do consumo.

Alan galvao

Postado Qua, 11 de Novembro de 2020, 21:38:05

Olá! Poderiam me explicar por que as linhas 'Consumo Tusd', 'Consumo Te', 'Energia Injetada Tusd' e 'Energia Injetada Te' são repetidas duas vezes cada? Obrigado.

Solarpro engenharia

Postado Qua, 12 de Agosto de 2020, 09:44:41

Olá Marcos. Esta discrepância pode ser dar por diversas razões. Recomendamos primeiro que confira nosso tutorial sobre o sistema da CELESC para analisar seus créditos de energia. Se ainda estiver estranho, podes solicitar a releitura de sua fatura via CELESC ou entrar em contato com a empresa que instalou seu sistema para conferir se a leitura está correta. Por fim, e o Covid-19? Passou mais tempo em casa no período? É normal mudar um pouco o perfil de consumo após a instalação. Att SolarPro Engenharia

Marcos santana barcelo

Postado Sex, 07 de Agosto de 2020, 16:06:28

Boa tarde, muito esclarecedor suas explicações, porém ainda tenho dúvidas. Acabei de instalar meu sistema de energia solar, já estou no segundo mês, e o aplicativo do equipamento demonstrou que produziu 376 kwh no mês de julho, a conta de energia mostra que meu consumo foi de 260 kwh e o injetado foi de 252 kwh, meu consumo historicamente nunca ultrapassou 330 kwh nessa época. Concorda comigo que há discrepâncias nos dados?

Solarpro engenharia

Postado Seg, 06 de Julho de 2020, 09:21:49

Olá Nilvana Caso tenha medidores separados, é só multiplicar o valor da tarifa (Consumo TUSD + TE) pelos kWh consumidos no mês. Lembrando que para uma residência, os primeiros 100~150 kWh possuem desconto (confira a fatura de exemplo deste tutorial). Att SolarPro Engenharia

Nilvana aparecida viceli lira

Postado Qua, 01 de Julho de 2020, 10:02:13

preciso separa o valor da fatura entre 2 pessoas instalei um relogio medidor para saber cada um que gastou, mas não sei fazer a conta .